Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 17 de novembro de 2012

Israel destrói quartel-general do Hamas

Oito palestinos morreram na manhã deste sábado em novos ataques aéreos israelenses na Faixa de Gaza, indicaram fontes médicas palestinas. Com estes, já são 38 os palestinos mortos desde o início, na quarta-feira, da ofensiva militar de Israel.

Quatro palestinos morreram no bairro de Zuhur, em Rafah, no sul do enclave palestino, indicou Adham Abu Selmiya, um porta-voz dos serviços de emergência.

Pouco antes, três membros das Brigadas Ezedin al Qasam, o braço armado do Hamas (no poder em Gaza), faleceram no campo de refugiados de Maghazi (centro do território), segundo fontes médicas. Um quarto integrante deste grupo perdeu a vida em Rafah, informou o porta-voz dos serviços de emergência.

Do lado israelense, quatro soldados sofreram ferimentos leves por um foguete disparado da Faixa de Gaza, anunciou o Exército.

"Quatro soldados ficaram levemente feridos por um foguete que atingiu o conselho regional de Eshkol", que faz fronteira com a Faixa de Gaza, disse uma porta-voz militar, que havia informado anteriormente sobre três feridos.

A ofensiva israelense "Pilar de Defesa", em seu quarto dia, avançou neste sábado ao realizar um ataque aéreo contra o quartel-general do Hamas, deixando o edifício praticamente destruído, segundo testemunhas e autoridades do movimento palestino.

"O quartel-general do gabinete foi alvo de quatro ataques e o governo ressalta que permanece em suas posições e se mantém ao lado de seu povo", indicou o governo de Gaza em um comunicado.

"O quartel-general ficou completamente destruído e as casas vizinhas foram danificadas pelo bombardeio bárbaro de Israel", afirmou à AFP um integrante do movimento.

O exército israelense "tinha por alvo o quartel-general (do chefe de Governo do Hamas) Ismail Haniyeh em Gaza", confirmou à AFP um porta-voz do exército.

"Nas últimas seis horas, o IDF (exército israelense) atacou 85 novos locais terroristas", disse o exército em sua conta oficial do Twitter.
 
AFP
DeOlhOnafigueira 

Nenhum comentário:

Postar um comentário