Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 30 de março de 2015

Netanyahu diz que potências premiam o Irã por suas agressões

Premiê israelense Netanyahu faz discurso durante conferência em Washington
Netanyahu: "o acordo que estão preparando em Lausanne envia a mensagem de que as agressões não têm castigo, ao contrário, o Irã obtém um prêmio"
O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, afirmou nesta segunda-feira que as potências mundiais que negociam em Lausanne (Suíça) com Teerã para frear seu programa nuclear estão premiando o Irã por suas agressões.

"O acordo que estão preparando em Lausanne envia a mensagem de que as agressões não têm castigo, ao contrário, o Irã obtém um prêmio", disse Netanyahu durante um ato, segundo um comunicado do Escritório do Primeiro-ministro.

"Os países moderados e responsáveis na região, principalmente Israel, mas também outros países, serão os primeiros a ser danificados com este acordo", disse.

quarta-feira, 25 de março de 2015

Cumprindo as profecias milenares, Tribo de Manassés está regressando a Israel

Há cerca de 3,500 anos atrás, Moisés conduziu os israelitas para fora do Egito com a ajuda dos tremendos milagres de Deus. Cerca de 3 milhões de escravos judeus, incluindo homens, mulheres e crianças, deixaram o Egito e atravessaram o deserto até à terra dos seus ancestrais, Israel. 
 
Foi através deste processo que Deus criou uma nação, formando-a a partir de outra - Deuteronômio 4:34.

ÊXODO MODERNO
O milagre repete-se nestes últimos anos, ainda que em proporção menor. Por enquanto... 
 
Nos dias de hoje, não há pragas nem grandes sinais, mas pouco a pouco mais uma tribo vai regressando à Terra de Israel, desta vez os "Bnei Manassés", ou seja: os descendentes da tribo de Manassés há séculos radicados na Índia.

QUEM SÃO OS BNEI MANASSÉS?
Os Bnei Manassés são uma tribo de judeus vivendo na Índia que traça a sua origem à época do primeiro exílio das 10 tribos de Israel (cerca de 722 a.C.) às mãos do rei assírio Senaqueribe.
 
Segundo a herança das tradições dos dos Bnei Manassés, há uns 2.700 anos atrás, a tribo saiu da Assíria e viajou pela Pérsia (actual Irão) até à China, acabando por se instalar nas regiões do Norte da Índia. Durante os muitos séculos de exílio, os Bnei Manassés mantiveram muitos dos seus costumes judaicos.
 

terça-feira, 24 de março de 2015

Abominação do FIM DOS TEMPOS: Foi lançada a Bíblia Gay

Ativista lança nova versão do livro sagrado do Cristianismo - para corrigir supostas injustiças do texto com os homossexuais 

Para parte dos cristãos, ser homossexual é errado - e é a Bíblia que diz isso. Mas um grupo de ativistas dos direitos gays discorda, diz que tudo não passa de erro de interpretação, e está lançando uma nova versão do livro sagrado para tentar provar isso. 

É a Queen James Bible, já à venda na livraria virtual Amazon. Seu título faz referência à King James Bible, uma das versões mais tradicionais da Bíblia em língua inglesa. O editor da Bíblia gay se identifica apenas como "Queer James" (James alegre). O livro traz oito alterações no texto bíblico [veja ao lado as principais], recebidas com críticas por grupos cristãos dos EUA - que acusam a nova versão de tentar legitimar a homossexualidade. O autor da Bíblia gay rebate. "Você não pode escolher sua orientação sexual. Mas pode escolher Jesus. E agora pode escolher a sua Bíblia também."

segunda-feira, 23 de março de 2015

Governo detecta recrutamento de jovens pelo Estado Islâmico

Abu Bakr al-Baghdadi, líder da milícia, usa cooptação no exterior como trunfo
Abu Bakr al-Baghdadi, líder da milícia
Setores de inteligência do governo brasileiro detectaram tentativas de cooptação de jovens no País pelo Estado Islâmico (EI) para atuar como “lobos solitários” - extremistas que, por não integrar as listas internacionais de terroristas, têm mais mobilidade e são capazes de fazer atentados isolados e imprevisíveis em diferentes países.
 
O Estado apurou que o Palácio do Planalto recebeu relatórios de órgãos diferentes alertando para o problema - um deles, chamado “Estado Islâmico: Reflexões para o Brasil”. Os órgãos de inteligência vêm trocando informações e a Casa Civil assumiu a coordenação das discussões internas sobre a questão no contexto dos preparativos da Olimpíada de 2016.

Um dos objetivos dos relatórios é alertar a presidente Dilma Rousseff de que, apesar da tranquilidade até agora do governo brasileiro, há um “fator de risco” que não pode ser desprezado. Envolvidos na discussão dizem que “a luz amarela está acesa”. Fontes envolvidas afirmaram à reportagem que o tema foi alvo de discussão na última semana na Casa Civil.

Participaram representantes de nível operacional do Ministério da Justiça e do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), da Polícia Federal e da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

sexta-feira, 20 de março de 2015

Netanyaru volta atrás em promessa de campanha e admite Estado Palestino

Primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu
Vamos ficar despertos pois alguns acontecimentos proféticos importantes tem sido movimentados diante de nós...

A formação de um Estado Palestino é uma das chaves para liberar a manifestação do anticristo.

Victor Grinbaum – MENORAH BRASIL

Apenas dois dias da eleição que lhe garantiu mais um período como primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu já renegou aquela que foi a sua mais polêmica promessa de campanha: a de que “enquanto fosse primeiro-ministro não permitiria a criação de um Estado palestino”.

Em entrevista dada nesta quinta-feira a um canal de notícias americano, Bibi voltou atrás e declarou: "Eu não quero uma solução de um Estado. Eu quero uma solução pacífica de dois Estados sustentáveis".


Washington reavaliará seu apoio a Israel na ONU (Casa Branca)

Barack Obama
A Casa Branca indicou nesta quinta-feira que tem a intenção de "reavaliar" seu apoio diplomático a Israel na ONU, após a rejeição pelo primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu de uma solução de dois Estados no conflito com os palestinos.

"As decis
ões tomadas pelos Estados Unidos nas Nações Unidos eram baseadas nesta ideia de uma solução de dois Estados", declarou Josh Earnest, porta-voz do presidente Barack Obama. "Agora nosso aliado (Israel) diz que não está mais engajado neste caminho (...) isto significa que devemos reavaliar nossa posição", acrescentou, indicando que nenhuma decisão foi tomada ainda.
 
AFP
DeOlhOnafigueira

quinta-feira, 19 de março de 2015

Fim dos tempos: Igreja Presbiteriana dos EUA reconhece casamento gay

Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos reconhece casamento gay
A maior comunidade presbiteriana nos Estados Unidos vai reconhecer formalmente o casamento entre pessoas do mesmo sexo após décadas de debate.
 
Com aproximadamente 1,8 milhão de membros, a Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos é o maior grupo protestante no País a endossar as cerimônias.

A mudança foi apoiada pelo corpo legislativo da igreja no ano passado, mas requeria aprovação da maioria das denominações dos distritos regionais.

Um distrito de Nova Jersey enviou o voto crítico na terça-feira.

Palestinos seguem em sua ofensiva diplomática contra Israel

O premier de Israel, Benjamin Netanyahu
O premier de Israel, Benjamin Netanyahu: para o chefe dos negociadores palestinos, Saëb Erakat, Netanyahu "enterrou a solução de dois Estados"
Os palestinos não nutriam ilusões quanto às eleições israelenses, mas o triunfo de Benjamin Netanyahu, que afastou qualquer possibilidade de um Estado palestino enquanto ele estiver no poder, só fez aumentar sua determinação em prosseguir com a ofensiva diplomática e legal.

O primeiro-ministro Netanyahu parece estar em posição de inciar um novo mandato. Nas últimas horas de sua campanha ele prometeu impedir a criação de um Estado palestino e visitou simbolicamente os colonos de Jerusalém Oriental para garantir que não deixaria os palestinos estabelecer sua capital e que prosseguiria com a colonização.

Ao eleger Netanyahu, Israel "escolheu o caminho do racismo, da ocupação e da colonização, e não o caminho das negociações e da parceria", declarou à AFP Yasser Abed Rabbo, secretário-geral da Organização de Libertação da Palestina (OLP).

terça-feira, 17 de março de 2015

Fuja da Babilônia! Autor de nova novela da globo avisa: “Vai ter muito gay, mas vai ter muito imbecil retrógrado homofóbico"

[Imagem: babilonia_autores.jpg]Nojo! Cada vez mais, as novelas do "horário nobre" ficam piores, defendendo valores que distorcem o contexto bíblico de família que conhecemos, sendo este um motivo para não dar atenção a este show de imoralidade. Fuja da Babilônia!

Babilônia estreia esta noite (16), com muita expectativa. A novela escrita por Gilberto Braga, Ricardo Linhares e João Ximenes Braga promete para o Brasil em seu capítulo de estreia. E como tem acontecido nos últimos folhetins do horário, os personagens gays estão ganhando cada vez mais destaque. Já no primeiro capítulo, vai ao ar um selinho do casal Teresa (Fernanda Montenegro) e (Nathalia Timberg), sem pretensão alguma fazer alarde. "É um beijo de duas mulheres que estão casadas há 35 anos, e foi escrito no primeiro capítulo justamente para quebrar com a expectativa, para não ficarem perguntando: 'Vai ter beijo?' A gente vai mostrar uma relação muito legal, é natural que tenha beijo. O público está totalmente pronto pra isso. Não há necessidade de chupão nem cena de cama, até porque não teria a ver com as personagens", afirmou Linhares. E certeza que o fato de lidarem com naturalidade gerará uma aceitação imediata. Timberg também é contra dar importância ao beijo. "Meu Deus, isso acontece. Quanto mais continuarmos isso, mais alimentamos o preconceito. Além do mais, as duas não são personagens no auge dos hormônios, têm uma vida juntas. Tem uma carga de emoção e de carinho ali. E elas já enfrentaram muito preconceito na vida", diz ela.
 

segunda-feira, 16 de março de 2015

Eclipse total do Sol em 20 de março. Sinal profético?

 
 
"O sol se converterá em trevas, e a lua em sangue, antes que venha o grande e terrível dia do Senhor." - Joel 2:31

O evento coincide com o Nissan 1, que é o primeiro dia de calendário hebraico. Segundo a tradição judaica, um eclipse solar em Nisan 1 é tomado como um "sinal de julgamento para o mundo."

Para muitos estudiosos que compartilham esta tradição, este eclipse é um sinal de proximidade latente do apocalipse bíblico, e eles o vêm como sinal de um grande desastre iminente.