Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 30 de abril de 2013

Papa aceita convite de Peres para visitar Israel

Apesar de aceitar convite de presidente israelense, não houve indicação de quando  
viagem seria feita. Papa emérito Bento 16 se muda para convento no Vaticano na quinta-feira

O presidente israelense, Shimon Peres, convidou nesta terça-feira o papa Francisco a visitar Israel, em sua primeira reunião com o novo pontífice, que fez um apelo pela paz no Oriente Médio. O papa aceitou o convite "com boa vontade e alegria", disse um porta-voz do Vaticano, mas não houve indicação de quando uma viagem seria feita.

Papa Francisco (D) recebe Bíblia de Jerusalém do Presidente de Israel, Shimon Peres



"Espero o senhor em Jerusalém, e não apenas eu, mas todo o país de Israel", disse Peres ao papa na presença de jornalistas, após 30 minutos de conversas particulares no Palácio Apostólico do Vaticano.

Israel celebra nova posição dos países árabes sobre fronteiras

EUA e países árabes tentam reativar processo de paz com a Palestina.
Fronteiras do futuro estado Palestino contemplam intercâmbio de territórios.

Israel expressou satisfação nesta terça-feira (30) com a nova posição dos países árabes sobre as fronteiras do futuro Estado palestino que contempla o intercâmbio de territórios.

"É certamente uma etapa importante e me alegro disto", declarou a ministra israelense da Justiça Tzipi Livni, responsável pelas negociações com os palestinos, depois que a Liga Árabe aceitou o princípio de uma troca de territórios entre as duas partes.

"A iniciativa da Liga Árabe reforça realmente a chance de chegar a um acordo de paz", completou Livni.

Presidente israelense convida papa Francisco a visitar Jerusalém

Papa Francisco
O presidente israelense, Shimon Peres, convidou o papa Francisco a visitar Jerusalém em nome de "todo o povo de Israel", segundo um grupo de jornalistas que presenciaram um encontro entre os dois homens no Vaticano.

"Eu o espero em Jerusalém. Não apenas eu, mas todo o povo de Israel", disse o presidente israelense ao Papa, no encerramento de uma reunião que durou trinta minutos.

O presidente israelense presenteou o Papa com uma bíblia de Jerusalém em hebraico e inglês com a seguinte dedicatória: "Para a Sua Santidade Francisco, para que tenha sucesso em tudo o que fizer e onde quer que vá".

O presidente e prêmio Nobel da Paz, que viajará na quarta-feira a Assis (centro da Itália), disse ao Papa que rezará por ele na cidade de São Francisco.

O cardeal Jorge Bergoglio escolheu o nome de Francisco em memória do fundador da ordem franciscana, Francisco de Assis.

Terra
DeOlhOnafigueira

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Bento XVI deve se mudar na quinta-feira para o Vaticano

Francisco cumprimenta Bento XVI em sua chegada a Castel Gandolfo, onde Joseph Ratzinger está vivendo temporariamente Foto: OSSERVATORE ROMANO / AFP
O papa emérito Bento XVI irá nesta semana, provavelmente na quinta-feira, ao mosteiro Mater Ecclesiae que se encontra no interior do Vaticano, onde irá morar definitivamente, informaram nesta segunda-feira fontes vaticanas.

No dia 25 de abril, o porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, informou que as obras de restauração do mosteiro já terminaram e que, "como era previsto", o papa Ratzinger se mudaria da residência de Castel Gandolfo, 30 quilômetros ao sul de Roma, para o Vaticano.

Ratzinger, de 86 anos, está vivendo no Palácio Apostólico de Castel Gandolfo desde 28 de fevereiro, dia de sua renúncia ao pontificado.

O papa emérito vive com seu secretário particular e Prefeito Regional da Casa Pontifícia, o arcebispo Georg Gänswein, e a "família pontifícia", como é conhecido o reduzido grupo que cuida do religioso.

domingo, 28 de abril de 2013

Abbas diz que Israel deve se retirar dos territórios ocupados

Imagem: latindispatch
O presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, disse que, para alcançar a "paz duradoura" entre Israel e os países árabes, Israel deve retirar-se dos territórios ocupados da Cisjordânia, as Colinas de Golã e Jerusalém Oriental.

Abbas disse isso durante o seu discurso em Nápoles durante a cerimônia em que recebeu o título de cidadão honorário da cidade do sul da Itália, conforme relatado pelos meios de comunicação italianos.

O presidente pediu a Israel para não perder esta oportunidade, porque, disse ele, "somente quando Israel sei retirar (dos territórios ocupados), o mundo árabe reconhecerá a paz."

"Israel deve aproveitar esta oportunidade, não pode ser desperdiçada, e não pode haver um problema no futuro", disse Abbas, que disse que o povo palestino de trabalhar "para que o processo de paz seja alcançado, e também o Estado de Israel, de viver em paz e segurança".

"Nós queremos a paz na região, a verdadeira paz, não só entre Israel e Palestina, mas entre Israel e todos os países islâmicos. Mas para que a paz seja alcançada, Israel deve se retirar da Cisjordânia, das Colinas de Golã e Jerusalém Oriental, territórios que não são de Israel. Só então haverá paz ", acrescentou.
 
Traduzido de Informador.com.mx
DeOlhOnafigueira 

sábado, 27 de abril de 2013

Telescópio Hubble registra impressionante imagem do cometa ISON

Localizado a 610 milhões de km do Sol, o cometa C/2012 S1 ISON já chama bastante a atenção dos pesquisadores. Uma nova imagem, feita pelo telescópio espacial Hubble permitiu aos cientistas efetuarem medições mais precisas desse visitante que a cada dia se aproxima mais do Sol. 



A nova imagem, registrada com incrível quantidade de detalhes, revela um intenso jato de partículas geladas sendo soprado na direção oposta do Sol, revelando que o calor e a pressão do vento solar já exercem influência significativa na estrutura do cometa.

sexta-feira, 26 de abril de 2013

“Cristãos secretos” na Coreia do Norte são detidos em campos de concentração por se recusarem a reconhecer ditador Kim Jong Un como divindade

A Coreia do Norte, país que tem estampado as manchetes da imprensa mundial por ameaçar atacar a Coreia do Sul e os Estados Unidos, é tida pelas organizações missionárias como a nação mais fechada ao cristianismo, e por consequência, o país que mais persegue cristãos em todo o mundo.

Norte-coreanos que professam a fé cristã estão sendo mantidos em centros de detenção e privados de alimentação por se recusarem a reconhecer o ditador Kim Jong Un (foto) como uma divindade.

O país, que após a guerra das Coreias tornou-se comunista, é oficialmente ateu, mas na prática existe uma imposição de culto à dinastia Kim por parte do governo.

Kim Jong Sung, avô do atual ditador e já falecido, é considerado um ser de natureza divina, e seus descendentes herdaram, segundo a crença local, a divindade do líder e o direito a ocuparem o posto de chefe da nação.

quinta-feira, 25 de abril de 2013

França aprova casamento LGBT

A Assembleia Nacional da França aprovou nesta terça-feira a união civil entre pessoas do mesmo sexo depois de meses de acalorados debates e manifestações que levaram centenas de milhares de pessoas às ruas de Paris.

O projeto de lei passou com 331 votos a favor e 225 contra na Assembleia Nacional, onde o Partido Socialista possui maioria.

Com isso, a França tornou-se o 14º país no mundo a legalizar a união civil entre pessoas do mesmo sexo. Recentemente, Nova Zelândia e Uruguai aprovaram o casamento gay em meio a muito menos controvérsia.

A ministra francesa da Justiça, Christiane Taubira, disse que os primeiros casamentos poderão ser realizados já em junho.

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Israel permite ler e-mails dos turistas


O procurador-geral de Israel, Yehuda Weinstein, confirmou que funcionários de segurança dos aeroportos de Israel estão oficialmente autorizados a solicitar aos turistas que chegam ao país o acesso a seus e-mails e a deportá-los em caso de recusa.

Nota-se que esta prática só é aplicada em casos excepcionais.

Vários ativistas dos Direitos Humanos já chamaram esta inovação de “uma clara invasão de privacidade”.

Voz da Rússia
DeOlhOnafigueira

terça-feira, 23 de abril de 2013

Palestina Vive fortalece unidade e solidariedade aos palestinos

A tríplice fronteira foi palco de uma das manifestações mais expressivas, em termos de representatividade, em defesa da causa palestina. Na última semana, dos dias 16 a 19 de abril, mais de 1.500 pessoas, representando a diversidade étnica, religiosa, cultural e política, lotaram a sala de cinema do Iguassu Boulevard, em Foz do Iguaçu, para participarem do 1º Ciclo de Debates e Mostra de filmes sobre a causa Palestina.

Por Mônica Nasser*, de Foz do Iguaçu 
 
Quatro dias que expuseram, através de documentários, o drama e a resistência do povo palestino frente à estratégia de genocídio instalada no Oriente Médio desde a instituição do Estado de Israel em 1948.
 
Idealizada pelo professor dr. Jorge Anthonio e Silva, docente da Unila-Universidade Federal da Integração Latino-Americana, o objetivo foi o de integrar ainda mais as comunidades da tríplice fronteira, aproveitando a diversidade ética e cultural da região. Foz do Iguaçu, por exemplo, possui mais de 72 etnias, com mais de 20 mil árabes. De acordo com Silva, a escolha da data da realização do evento também foi simbólica, e representou mais um marco do processo de integração entre os povos.

O dia do encerramento, 19, coincidiu com a comemoração de um ano do dia em que Foz do Iguaçu e Jericó, na Palestina, foram declaradas coirmãs, ato que oficializou, entre as duas cidades, o intercâmbio cultural, tecnológico, turístico, educacional, entre outros.

Chefe do Pentágono ratifica apoio a Israel

Chuck Hagel reforçou apoio em período 'difícil e perigoso'.
Ele finalizou visita de três dias a Israel. 

O secretário da Defesa americano, Chuck Hagel, referendou nesta terça-feira (23) o apoio de Washington a Israel em um período "difícil e perigoso", e apesar das diferenças existentes entre os dois países, em particular quanto ao Irã.

"Vivemos tempos difíceis e perigosos, durante os quais os amigos e os aliados devem permanecer unidos, mais unidos do que nunca", proclamou Hagel ao reunir-se com o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu, antes de finalizar uma visita de três dias ao Estado hebreu.

Chuck Hagel fala com soldados israelenses nesta terça em Israel (Foto: Jim Watson/AFP)

"Estou decidido a seguir reforçando esta relação e, como o senhor sabe, essa é precisamente uma das razões de minha visita", acrescentou Hagel, em sua primeira viagem a Israel desde que assumiu o cargo, em fevereiro.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Judeus do gueto de Varsóvia esconderam relatos sobre a perseguição nazista em latas de leite


O cenário era o pior possível: distribuídos em uma área mínima viviam quase 400 mil judeus, que antes habitavam a capital polonesa e regiões próximas. Era o gueto de Varsóvia.

Criado pelos nazistas em 1940, o maior gueto da Europa foi a moradia de judeus no período da perseguição nazista. Muitos foram assassinados no campo de extermínio de Treblinka. Para você ter uma ideia, em maio de 1943, calcula-se que três quartos dos habitantes originais do gueto de Varsóvia haviam morrido nas mãos dos nazistas ou por causa dos maus tratos.

Novas Descobertas Sobre o Holocausto

Com mais de 42.000 guetos e campos de concentração espalhados por toda a Europa, quase todo mundo tinha de saber o que estava acontecendo.

A revelação mais recente sobre o Holocausto choca até os eruditos que pensavam já saber tudo sobre os horríveis detalhes do programa alemão de genocídio contra o povo judeu.

Foram necessários mais de 70 anos para finalmente sabermos os fatos na sua totalidade. E aquilo que está quase além da crença é que aquilo que realmente aconteceu vai muito além daquilo que alguém poderia jamais ter imaginado.

Por muito tempo falamos da tragédia dos 6 milhões de judeus. Era um número que representava a aproximação a que pudemos chegar sobre as vítimas do plano de Hitler para uma Solução Final. Aqueles que procuravam diminuir a tragédia alegavam que 6 milhões era um exagero. Outros iam ainda mais longe e negavam a historiedade do próprio Holocausto, alegando absurdamente que os judeus criaram o extermínio a fim de ganhar simpatia para a causa sionista.