Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 11 de agosto de 2013

Israel vai construir casas em Jerusalém e na Cisjordania

"Nenhum país no mundo permitiria que alguém lhe dissesse onde pode ou não construir", afirmou Uri Ariel, ministro da habitação israelense.
 
Superlua em Jerusalém (Israel)
Jerusalém: Israel construirá 793 novos alojamentos na cidade
O Ministério da Habitação de Israel anunciou neste domingo, quatro dias antes do reatamento do processo de paz com os palestinos, a construção de mais de mil casas em colônias judias nos territórios ocupados de Jerusalém Oriental e Cisjordânia.

São 793 em assentamentos no leste de Jerusalém e 394 em grandes colônias na Cisjordânia, que Israel que manter sob sua soberania em caso de acordo de paz com os palestinos.

O ministro da Habitação, Uri Ariel, do partido ultradireitista e representante dos interesses do movimento colonizador, Habait Hayehudi, destacou ao fazer o anúncio que 'nenhum país no mundo permitiria que alguém lhe dissesse onde pode ou não construir'.

'Continuaremos vendendo casas e construindo em todas as partes de Israel: no Neguev, na Galileia e no centro para dar resposta às necessidades de moradia do povo de Israel. É o correto por motivos tanto sionistas quanto econômicos', considerou.

Os palestinos reivindicavam há alguns anos um compromisso israelense de interromper a ampliação dos assentamentos para retornar à mesa de negociações, mas depois aceitaram entrar em diálogo apenas com um compromisso verbal extraoficial de frear o ritmo de obras e de fazê-las nos assentamentos maiores.

O diálogo de paz, que estava paralisado desde 2010, deve começar na próxima quarta-feira em Jerusalém e será liderado pela ministra da Justiça, Tzipi Livni, pelo lado de Israel, e pelo chefe negociador, Saeb Erekat, por parte dos palestinos.

O diplomata americano Martin Indyk será o encarregado de mediar as conversas, que se estenderão por nove meses com encontros a cada uma ou duas semanas em Jerusalém, Ramala, Jericó e Amã. O anúncio da construção acontece pouco depois que Netanyahu retomou suas funções como primeiro-ministro, após uma ausência breve devido a uma operação de hérnia umbilical à qual foi submetido neste sábado. 
 
Exame
DeOlhOnafigueira

 

Um comentário:

  1. Essa situação é bem delicada. E não cabe a nenhum país intervir, visto que, israel tem seus direitos e os palestinos também. Em resumo: Aos olhos humanos é uma questão sem solução.

    ResponderExcluir