Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 27 de agosto de 2013

Israel diz ser claro o uso de armas químicas na Síria

Ministro israelense disse que é "claro como a água" que o regime sírio empregou recentemente armas químicas contra seu próprio povo.
 
Refugiados sírios
Refugiados sírios: oposição síria denunciou mais de mil mortes em um suposto ataque químico no país
O ministro de Assuntos Estratégicos e Inteligência de Israel, Yuval Steinitz, disse nesta segunda-feira que é "claro como a água" que o regime sírio empregou recentemente armas químicas contra seu próprio povo.

"Não foi a primeira vez. A diferença é que agora as armas não foram empregadas contra forças da oposição em combate, mas contra próprios civis", disse Steinitz.

A oposição síria denunciou na quarta-feira passada a morte de mais de mil pessoas em um suposto ataque químico do regime.

A organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) informou no sábado passado sobre a morte de 355 pessoas com sintomas neurotóxicos na periferia sul de Damasco, mas não apontou o autor do massacre.

"Não entendo Assad e não quero entender", disse o ministro israelense, para quem o recente ataque contra civis representa um fato "inconcebível".

O dirigente israelense afirmou que "não deveria se permitir que regimes como este desenvolvam armas químicas em primeiro lugar".

Enquanto isso, a comunidade internacional debate que medidas adotar contra a Síria, enquanto Damasco adverte sobre as "graves repercussões" que teria para a região qualquer intervenção estrangeira no país.

Israel por enquanto é reticente em se envolver em conflitos nos países árabes e vizinhos.

"Não vamos intervir na confusão regional, mas queremos deixar claro que se nos atacarem responderemos", afirmou.
 
Exame
DeOlhOnafigueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário