Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

domingo, 31 de março de 2013

Perversão sexual: um termômetro da atividade demoníaca e do estado moral de uma sociedade

O Dilúvio, gravura de Gustave Doré (1832-1883)
A perversão sexual na sociedade é um anunciador de um juízo eminente. Ou seja, segundo as Escrituras, os julgamentos mais severos aplicados por Deus foram precedidos pela perversão do gênero humano (espécie humana: homem/mulher) e outros tipos de práticas não naturais.

A perversão sexual nada mais é do que um termômetro da atividade demoníaca e do estado moral de uma sociedade.

Aquele que tem a cobiça sexual, nunca está satisfeito e isso conduz a um espiral descendente desviante que é o mais perverso, pois leva ao fundo do poço do pecado. O homem envolto na pornografia nunca está satisfeito. Sempre vai querer mais. Haverá sempre alguma coisa mais pervertida para ver e se cobiçar. E para isso a internet vem contribuindo para alimentar tais indivíduos. O problema é que alguns não ficam satisfeitos somente em olharem e buscam a realização real do pecado, envoltos em suas mais vis paixões.

São desejos não naturais. Não são resultantes apenas de desejos humanos. Mas, são desejos gerados por espíritos imundos que infectam as mentes, conduzindo à dependência da perversão.


O principal motivo por que Deus não vai tolerar a prática da perversão sexual não é que Ele tem que tomar uma atitude pelo fato de tal ato não condizer com, digamos, uma ordem natural. Até porque se não fosse pecado permaneceria na ordem natural, é lógico. No entanto, Deus sabe que a perversão sexual na sociedade é claramente resultante da ação de demônios escravizando a sociedade. É a mente humana sob o domínio de forças demoníacas.

No momento em que o estado espiritual da humanidade degenerar para o ponto onde a perversão sexual for generalizada, também degenerou ao ponto em que o homem não tem moral e se torne semelhante a um animal. E esse é o desejo dos demônios.

E, no final de tudo isso, a sociedade abraça doutrinas de demônios e mesmo que alguém se pronuncie contra tais hábitos pervertidos não será ouvido. Quem levantar a voz, contrária a tais práticas pervertidas e destoantes do desejo de Deus, será sacramentado, ridicularizado e visto como um desumano.


Em suma, chega a um ponto que todo mundo faz o que é certo aos seus próprios olhos. E o resultado final todos nós sabemos: é o caos e o consequente juízo de Deus.

Deus criou o homem, o instruiu a confiar nEle e receber o Seu Espírito e assim cumprir a Sua vontade. No entanto, ao invés de receber o Espírito de Deus, muitos têm recebido espíritos imundos que desejam possuir e contaminar a raça humana. O tipo de espírito dentro do homem irá se manifestar em expressões exteriores. A perversão sexual é, com certeza, uma dessas expressões.

O pervertido sexual estando livre para se manifestar, fique ciente de que outros comportamentos demoníacos se manifestarão com ele. O objetivo é infectar a sociedade com doutrinas das trevas e promover uma guerra contra os filhos da luz. Hoje estamos vendo essa doutrina mais impregnada na sociedade. Não poucas vezes, inconscientes, muitos se colocam contra a lei de Deus e o verdadeiro cristianismo, defendendo tais costumes.

O governo, a mídia, as celebridades, promovem a prática homossexual. Se opõem às vozes contrárias. Lideranças das denominadas "classes das minorias" - pois assim se entitulam, se pronunciam contra a voz de Deus - a Bíblia. Deturpam e ignoram a Palavra. 
Uma rebelião contra a ordem natural de Deus.

Tudo é aceito em nome da igualdade social!  

Não temos dúvidas de que essa postura em aceitar e incentivar tal prática pecaminosa, vai acarretar à sociedade, doenças e mortes. Um comportamento que eles chamam de “amor”, mas que Deus haverá de tratar como fez no passado, a fim de evitar a auto-destruição do mundo antes dos eleitos serem retirados da terra. É assim que Deus trata a perversão sexual. Ele intervém para proteger o inocente e seu povo. Ele julga o ímpio.

Basta dar uma olhada racional para as coisas pervertidas que hoje são consideradas como naturais e refletir. Será que Deus nos criou para isso? Porque será que o pervertido sexual não aceita a moralidade bíblica? Porque alguns perversos sexuais odeiam o povo de Deus? Será que os julgamentos passados na Bíblia ainda se aplicam a nossa sociedade moderna? Eu acredito que sim, considerando que a estratégia do diabo foi sempre a mesma - levar o homem a se distanciar de Deus.

Enfim, será que Deus vai permitir que essa loucura continue? Tenho plena convicção que Deus irá julgar a presente geração. É o fim dos tempos.

A C Carrafa
DeOlhOnafigueira

2 comentários:

  1. MAGNIFICA EXPOSIÇÃO; SEM ATACAR DIRETAMENTE "OUTRAS MINORIAS"...SÓ NÃO ACEITA QUEM DE FATO NAO QUER...PAZ DE DEUS..

    ResponderExcluir
  2. Que palavra tremenda! Me lembrou Romanos 1: 24 a 32. Maranata ora vem SENHOR JESUS !

    ResponderExcluir