Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 4 de março de 2013

"Obama não engana Israel quando diz que evitará um Irã nuclear", diz Biden

O vice-presidente de EUA, Joseph Biden, afirmou nesta segunda-feira que Barack Obama "não está enganando" Israel quando expressa seu compromisso de evitar um Irã nuclear, embora insista em "fazer tudo o que for necessário" diplomaticamente antes de qualquer ação militar.

"O presidente dos Estados Unidos não pode (enganar) e não engana. Barack Obama não está enganando quando fala que fará tudo o que for necessário para evitar um Irã nuclear", disse Biden em discurso perante a conferência anual do principal grupo pró-Israel em Washington, o Comitê Americano de Assuntos Públicos de Israel (Aipac).

"Nosso compromisso é prevenir que o Irã obtenha uma arma nuclear. E aí acaba a discussão", acrescentou.

Biden reiterou que, para os Estados Unidos, "todas as opções estão sobre a mesa, mas nossa preferência é uma solução diplomática".

"Estamos tomando todos os passos que podemos porque não queremos ter a necessidade de atuar militarmente e, para isso, é importante que o mundo inteiro esteja conosco. É importante que saibam que fizemos absolutamente tudo o que estava em nosso poder para evitar um confronto", indicou.

O vice-presidente afirmou que o objetivo da pressão não é "castigar" o Irã, mas "deixar clara a opção de que tem de cumprir com o que foi imposto pela comunidade internacional", em referência à convicção dos Estados Unidos, Israel e seus aliados de que o programa nuclear iraniano é de natureza militar.

Biden admitiu que inclusive se o Irã não conseguir uma arma nuclear, "seguirá sendo um perigoso vizinho para Israel", porque "está usando grupos terroristas como o Hezbollah para expandir a violência em todos os continentes, desde a Europa até a América do Sul".

"Sabemos o que Israel sabe, que o Hezbollah é uma organização terrorista e ponto", afirmou Biden, que lembrou que seu país está pressionando a União Europeia (UE) para que inclua o grupo em sua lista de organizações terroristas.

Após o discurso de Biden, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, afirmou que "a diplomacia não funcionou" na hora de deter o programa nuclear do Irã e pediu aos EUA e seus aliados para combiná-las com uma "ameaça militar clara e crível".

Terra
DeOlhOnafigueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário