Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Alerta: Estado Islâmico prepara uma "limpeza religiosa" nunca visto antes no mundo

Um jornalista alemão que visitou o "Califado" do Estado Islâmico (EI) falou com os militantes do grupo islâmico que advertem que "será um movimento com a força de uma bomba nuclear."

O jornalista e escritor alemão Juergen Todenhoefer diz que documentou as atividades do EI em Mosul, a segunda maior cidade do Iraque e uma das primeiras a cair nas mãos do grupo terrorista.

Todenhoefer permaneceu no "Califado" do EI por seis dias, o suficiente para perceber o poder de influência que o grupo tem para contratar pessoas de todos os cantos do mundo. O repórter descreveu o EI como "o inimigo mais brutal e mais perigoso que ele já havia visto em toda sua vida", de acordo com o Independent.

Ele se encontrou com crianças-soldados transportando armas para o "Califado", e se encontrou com recrutas de todo o mundo, incluindo o Reino Unido, EUA, Suécia, Trinidad e Tobago.

Todenhoefer disse que bateu um calor brutal no grupo, e a escala de sua ambição para realizar uma "limpeza religiosa" e expandir o seu território não terá limites. "Há uma emoção que eu nunca vi antes em uma zona de guerra", disse ele.

"Eles são tão confiantes, tão seguros de si. No início deste ano, poucas pessoas sabiam do EI. Mas agora eles têm conquistado uma área do tamanho da Grã-Bretanha. Este é um movimento de um por cento com o poder de uma bomba nuclear ou um tsunami ", disse o jornalista ..

Nesta viagem o escritor do califado alemão foi permitido estar nas cidades de Raqqa, Deir Ezzor e Mosul. Ele também percebeu que o perfil de muitos soldados do Estado Islâmico não é ignorante, porque ele descobriu que muitos têm diplomas universitários e deixaram de lado os trabalhos para lutar pela causa dos jihadistas.

De acordo com o jornalista cerca de 50 novos voluntários chegam a cada dia para lutar em nome do EI, incluindo crianças.

Um ativista alemão, que foi autorizado a falar em nome da EI, disse que o plano do grupo é deixar o Oriente Médio e alcançar a Europa e os Estados Unidos.

"Vamos conquistar a Europa um dia. Não há dúvida de que isso vai acontecer. Para nós, não há fronteiras, apenas as linhas de frente. Matar 150 milhões, 200 milhões ou 500 milhões. Nós não queremos saber o número ", disse ele. Com informações de AcontecerCristiano.Net
 
Traduzido por Cezar Scholze
 
O Correio de Deus
DeOlhOnafigueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário