Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Impressionante descoberta arqueológica em Jerusalem confirma relato bíblico

Quase todos os dias são descobertas peças arqueológicas em Israel que comprovam a veracidade dos relatos bíblicos, que alguns tentam denegrir, mas que a ciência acaba por comprovar. 

E se há um "terreno" propício a estas descobertas, é exactamente na terra de Israel, e mais especificamente na sua capital, a Cidade santa de Jerusalém.

Mas de vez em quando surge um achado que deixa os arqueólogos e biblicistas verdadeiramente estupefactos. Foi o caso do impressionante achado de um selo do rei bíblico Ezequias nas escavações na parte sul do Monte do Templo, sendo esta a primeira vez que se encontra um selo real de um monarca judaico ou israelita.

Esta descoberta foi feita pelo Instituto de Arqueologia da Universidade Hebraica de Jerusalém, sob a direcção do Dr. Eilat Mazar, durante as escavações no parque arqueológico Ophel, no sopé da muralha a sul do Monte do Templo.

Esta impressão de um selo real pertence ao rei Ezequias, um rei de Judá que governou em Jerusalém entre os anos 727 e 698 a.C.

Medindo 9,7 x 8,6 mm, este selo real foi impresso numa placa de barro com 3 mm de espessura. À volta da impressão nota-se uma marca deixada pelo rebordo do sinete do rei no qual o selo foi colocado.

A gravação do selo exibe uma inscrição na antiga escrita hebraica, que se lê: "לחזקיהו [בן] אחז מלך יהדה" - pertencendo a Ezequias (filho de) Acaz, rei de Judá."
A gravação é acoplada de uma imagem de um sol com duas asas voltadas para baixo e flanqueadas por dois símbolos egípcios simbolizando a vida.

Peritos descreveram alguns outros detalhes subtis acerca do artefacto, confirmando que foi originalmente utilizado para selar um documento escrito num rolo de papiro que era depois enrolado e amarrado com cordas finas, deixando uma marca no reverso da placa onde o selo foi gravado.

Esta placa, denominada "bulla", foi encontrada no meio de outras 33 que estavam no meio de entulho originário da época do rei Ezequias, e que exibem nomes hebraicos.

COMPROVAÇÃO BÍBLICA
Esta descoberta vem mais uma vez comprovar e trazer à luz a revelação bíblica sobre o rei Ezequias, um dos mais rectos reis de Judá, positivamente descrito nos Livros de 2 Reis, Isaías, e 2 Crónicas, bem como nos livros das crónicas dos reis assírios Sargão II e seu filho Senaqueribe, contemporâneos de Ezequias.

Segundo a descrição de 2 Reis 18:5, "No Senhor Deus de Israel confiou, de maneira que depois dele não houve quem lhe fosse semelhante entre todos os reis de Judá, nem entre os que foram antes dele." 

Shalom Israel Shalom
DeOlhOnafigueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário