Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Chefe do grupo Frente al-Nusra, braço da al-Qaeda na Síria, ameaça atacar o Ocidente

Em vídeo divulgado na internet domingo, al Julani diz que dirigentes e vocês (ocidentais) pagarão o preço da guerra


Manifestantes a favor de Frente al-Nusra protestam em Aleppo contra o presidente sírio, Bashar al-Assad.
Foto: AFP - 26-09-2014

Em sua primeira declaração desde que começaram os ataques aéreos dos Estados Unidos e seus aliados,na Síria, o chefe do grupo extremista Frente al-Nusra, braço da al-Qaeda no país, ameaçou “mudar a batalha” para o Ocidente.

— Seus dirigentes não são os únicos que pagarão o preço da guerra, vocês (ocidentais) também vão pagar caro — assegurou Abu Mohamad al Julani em uma gravação divulgada este domingo na internet, um dia após o porta-voz do Frente al-Nusra ter publicado outras ameaças.

— O que ganharam com sua guerra contra os muçulmanos e e os jihadistas, a não ser tragédias e dor sobre seus países e seus filhos? — perguntou al Julani, em referência a morte de soldados no Iraque e Afeganistão e os atentados do 11 de setembro.

Em um vídeo divulgado no sábado à noite, também pela internet, Abu Firas al Suri, porta-voz do Frente al-Nusra, rival do Estado Islâmico (EI), qualificou a coalizão de “guerra contra o Islã”.

As ameaças do Frente al-Nusra se somam as proferidas na semana passada pelo porta-voz do EI que pediu aos muçulmanos de assassinar os cidadãos dos países membros da coalizão internacional contra os jihadistas, em particular americanos e franceses.

Os Estados Unidos e aliados como a Jordânia, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos, começaram uma campanha de ataques aéreos contra o EI, na Síria, na terça-feira. Mas entre os principais alvos estão os grupos Frente al-Nusra e membros do Khorasan, também vinculado à al-Qaeda, e que segundo Washington preparavam atentados tanto nos Estados Unidos como Europa.

França e Reino Unido se juntaram aos Estados Unidos contra o EI, mas apenas nos ataques aéreos no Iraque.

O Globo
DeOlhOnafigueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário