Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Cresce o número de muçulmanos no Brasil

Uma reportagem da revista “Isto É” mostra o crescimento do islamismo no Brasil. Enquanto dados oficiais mostram 35.167 muçulmanos, líderes, instituições islâmicas e estudiosos da religião falam em 1,5 milhão de fiéis.

O crescimento é visto também na quantidade de sheiks que falam português. Em 2004 eram 5, hoje são 15. O número de sheiks nascidos no Brasil também aumentou, de 3 para 7 nos últimos dez anos.

Crescendo o número de fiéis e de líderes, o aumento de mesquitas se torna necessário, hoje são 115 delas espalhadas pelo Brasil, em 2005 eram 70.

A professora de antropologia do departamento de psicologia social da Universidade de São Paulo (USP), Francirosy Ferreira, acredita que o aumento se dá pela divulgação da religião em língua portuguesa. “Há mais líderes falando e ensinando o islã em português. Isso ajuda no entendimento e divulgação da religião”, disse ela.

A língua tem sido o fator principal para a reversão de brasileiros sem origem muçulmana. No islã todos nascem muçulmanos por isso quando se falam de novos adeptos eles não usam a palavra “conversão”, mas sim “reversão”.

Na mesquita em São Bernardo do Campo (SP), onde está uma das maiores comunidades islâmicas do país, o sheik Jihad, 48 anos, fala português fluentemente.

Antigamente, explica ele, os líderes religiosos não eram encorajados a se dedicarem ao idioma, pois o desejo era retornar para sua terra natal. Mas hoje esse pensamento tem mudado e eles já pensam em se estabelecer por aqui.

Além da língua, a facilidade para se tornar um muçulmano também tem colaborado para o crescimento deles no Brasil. A reversão acontece quando a pessoa diz por três vezes a frase “Não há Deus senão Deus e o Profeta Muhammad é seu mensageiro” diante de um interlocutor.

Resumidamente, depois dessa etapa de confissão a pessoa passa a praticar as cinco orações diárias, fazer caridade aos mais necessitados, participar do jejum durante o mês do Ramadã e se tiver condições financeiras, faz a peregrinação à cidade saudita de Meca.

Esse procedimento é tão simples que o sheik Jihad afirma que há muitos que se convertem pelo telefone e até mesmo pelo WhatsApp.
 
O Correio de Deus
DeOlhOnafigueira 
 
Veja também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário