Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

sábado, 7 de janeiro de 2017

Apresentada proposta no congresso dos EUA para a mudança da embaixada de Tel Aviv para a capital Jerusalém

O senador republicano e ex-candidato à presidência dos EUA Ted Cruz apresentou ao Congresso uma proposta que apela aos EUA para que reconheçam Jerusalém como a capital eterna e indivisível de Israel, e para que desloquem a sua embaixada de Tel Aviv para Jerusalém.
 
Esta proposta foi apresentada ao Congresso norte-americano hoje, o 1º dia do seu funcionamento deste ano.

Esta proposta submetida pelo senador texano Ted Cruz é apoiada por Marco Rubio, senador da Flórida, e por Dean Heller, senador do Nevada, e inclui uma cláusula segundo a qual o Congresso deverá adiar a transferência de orçamentos para o Departamento de Estado até que a mudança da embaixada para Jerusalém esteja concretizada.

"Jerusalém é a capital eterna e indivisível de Israel" - afirmou Cruz, um dos candidatos republicanos derrotados por Donald Trump nas eleições presidenciais.

"Infelizmente, a vingança da administração Obama contra o estado judeu tem sido tão viciosa, que a simples menção desta verdade é chocante em alguns círculos. Isto para não falar da realidade de Jerusalém ser o local apropriado para a embaixada norte-americana em Israel" - desabafou Cruz, acrescentando ainda: "Mas é chegada a hora de finalmente cortar através da dualidade e das promessas não cumpridas, e fazer aquilo que o Congresso disse que faria já em 1995: deslocar formalmente a nossa embaixada para a capital do nosso grande aliado Israel."

Tanto a maioria republicana no Congresso como o presidente eleito Donald Trump têm repetidamente prometido deslocar a embaixada, prevendo-se assim que a proposta seja aprovada no Congresso.

A implementação não será no entanto nada fácil, uma vez que os palestinos já ameaçaram que se a embaixada for mudada para Jerusalém, haverão tumultos e derramamento de sangue, ao mesmo tempo que a liderança da OLP rescindirá do seu reconhecimento do estado de Israel.

Esta última ameaça não faz qualquer sentido, uma vez que a OLP nunca o fez até agora, fazendo desta mais uma desculpa para justificar a sua recusa no simples reconhecimento do estado judeu de Israel.
 
Últimos Acontecimentos
DeOlhOnafigueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário